O fim do e-sedex, uma perda para o e-commerce

Um serviço utilizado por milhares de e-commerces de médio e pequeno porte, o e-sedex é uma opção concedida há mais de 16 anos pelos Correios para lojas virtuais que ofertava o tradicional Sedex por um valor de 20 à 30% mais barato.

Há mais de um ano, circulam notícias que os Correios estariam retirando o e-sedex das suas alternativas de envio. Porém, somente neste mês de dezembro emitiram um aviso de que a partir do dia primeiro de janeiro de 2017 o e-sedex não estará mais disponível.

Esta mudança acarretará em um aumento de custo no valor total do produto, que refletirá diretamente no bolso do consumidor final. Este, por consequência, terá de arcar com um custo maior de frete quando precisar de uma encomenda mais urgente.

Para o lado do dono do e-commerce, as vendas podem cair e a competitividade frente aos grandes players tende a ficar ainda menor, afetando o crescimento dos pequenos e emergentes. Na maioria dos casos, os sites maiores contratam empresas de frete particular e não utilizam o Correios para realizar suas entregas.

A concentração de encomendas dos pequenos e-commerces nos Correios impõem uma grande barreira de crescimento e perda de vantagem competitiva frente aos maiores, o que acaba prejudicando o setor como um todo. As transportadoras se tornam inviáveis para os pequenos varejistas, devido à suas barreiras de entrada.

Segundo fontes de mercado, o corte do serviço seria parte de uma estratégia dos Correios para reverter os prejuízos estatais, que acumulam o valor de R$ 2 bilhões neste ano.

Dentre os proprietários de e-commerces o sentimento é dividido: enquanto alguns argumentam que pouco vai mudar com a mudança, porque o reajuste será para todos os seus competidores diretos, outros já buscam alternativas e estão pensando em formas de superar mais esse obstáculo imposto, haja vista que boa parte das encomendas é entregue por Sedex.

Compartilhe conosco qual alternativa e como está se preparando para o fim do e-sedex. Como irá lidar com essa mudança dos Correios?

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *